<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7169098662760145193\x26blogName\x3dperfil\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://perfilcn.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://perfilcn.blogspot.com/\x26vt\x3d342373958711769946', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Perfil| Desejos| Bandas

Lichtgestalt
Fui: Forte em relação a emoções, fria comigo e com os outros, fraca na arte de amar, fui das trevas, do terrível demônio que habita meu interior.
Fui escrava dos meus pesadelos, controladora dos pesadelos alheios, tinha um coração de pedra e uma alma de gelo.
Não sorria de verdade, não chorava na frente dos outros.
Fui aquela que corria para os braços de apenas um amigo para aliviar os ombros do pesado fardo da tristeza, que apenas a ele segredava seus anseios e medos.
Fui quem descobriu pelo pior lado que não existe amigo, fui quem sempre esteve só, que sempre ouvia gargalhadas e dedos apontados ao passar.
Fui quem chorou escondida por ser tão esquecida pelos outros.
Fui que um dia se cansou de ser tapete e resolveu mudar.

Sou: Forte em emoções, fria com quem devo, aprendiz do amor, sou da luz, seguidora do portador da verdade, amiga de meus demônios internos.
Sou construtora dos meus sonhos, meus pesadelos já não me assombram, tenho coração de vidro blindado e lapidado e uma boa alma.
Por muito sorrio, por pouco choro. Alivio meus pesados fardos com uma amiga que vejo todos os dias na frente do espelho.
Sou quem escolheu compartilhar a vida com poucos colegas, sou quem recebe elogios e olhares quando passa.
Sou eu mesma e nada pode me atingir a menos que eu deixe.

Fui Daianix, um demônio que não existiu, um escravo de sí próprio, uma criatura cega no paraiso.

Sou Lichtgestalt um ser iluminado pela luz do exilado, uma amante do amor, da natureza.
Um alguém apaixonado pela vida, um Filo de Sophia.

Sou Lichtgestalt auter ego de Daiani.

Dados
Nome:Daiani Apolinario.

Nick:Lichtgestalt verloren.

Tradução:Criatura Iluminada Perdida.

Idade:18 anos.

Data de nascimento:25/10/1991.

Signo:Escorpião.

Altura:170cm.

Peso:64kg.

Cor dos cabelos:Vermelho 66.6.

Cor dos olhos:Castanhos claros (no sol fica meio verde).

Cores que gosto:Preto, branco, vermelho, verde, roxo e prata.

O que mais gosto:Escutar musica, escrever, ver filmes, lua, amigos, mãe, mar (a noite), frio, ler, imaginar, liberdade de expressão.

O que não gosto:Fofocas, mentiras, gente falsa, traição, puchasaquismo, machismo, solidão (em certas horas), funk, pagode...

Religião:Fui criada dentro das tradições do catolicismo, mas depois que comecei a ver o que ela realmente é, tornei-me podemos dizer uma anti-cristianismo, pois como uma igreja pode pregar o perdão a verdade e a paz quando seu passado está manchado pelo sangue inocente daqueles que não acreditavam nas suas pregações e por isso foram considerados hereges, feiticeiros, bruxos e queimados na fogueira sem direito de se defender.
(Obs: Acredito que exista uma força superior, que, no caso, denominamos Deus, Lord Ganesha, Alá, etc.)

Comida preferida:Massa com carne moida.

O que não como:Couve-flor, como, mas não sou muito fã.

Uma música:Navigator - Blutengel.

Motivo de ódio:Pessoas dormindo na rua enquanto outras rolam em dinheiro.

Motivo de alegria:Um abraço/sorriso amigo.

O que me acalma:Blutengel.

Me tira do sério:Brincadeiras de mal gosto e machismo.

Uma mascara:Respeitar quem não gosto.

Um filme:O fantasma da ópera.

Um livro:O dom supremo - Paulo Coelho.

Quem sou:Mas um no meio da multidão.

O que me atrai:O olhar.

Depois dos 18:Fazer uma tatoo, doar sangue, aprender a dirigir, piercing na sobrancelha...

Roupa perfeita:Calça jeans e camiseta.

Acessório:Anel.

Não saio sem:Protetor solar.

Meu mundo:Meu quarto.

Uma frase: O que somos é mais do que aquilo que fazemos, e muito mais que aquilo que possuimos. O dom supremo - Paulo Coelho

Meus outros endereços:


Meu profile no Orkut:Clique aqui.

Fã clube Blutengel no Orkut:Clique aqui.